Surto de dengue leva Saúde a intensificar ações e ampliar horário de atendimento

Agentes da Vigilância Ambiental em Saúde vão trabalhar após o expediente comercial para atender residências onde as pessoas não ficam em casa durante o dia

08 de fevereiro de 2024 às 12h18.

O surto de dengue em Barra de São Francisco já ultrapassou até o futebol nas rodas de conversa em bares da cidade ou mesmo entre amigos, em qualquer ambiente. Todos conhecem, têm um parente ou estão próximos de alguém que contraiu ou está com suspeita de ter contraído a doença. 

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Solange Barbosa, até a manhã desta quinta-feira, 8, o município já tinha 505 casos notificados desde o inicio do ano, com 354 confirmados e sete casos com sinais de alarme, ou seja, aqueles que podem evoluir para a dengue hemorrágica e até levar a pessoa à morte, além de outros 37 casos que ainda estão em investigação. Há ainda, um caso confirmado de chikungunya.

“Recomendamos a todas as pessoas com suspeita de dengue e que o teste deu negativo, que procurem o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), na Rua Juiz Thaurion Pimentel, 272, em frente à Josy Cortinas, perto da esquina com a Avenida Adelino Coimbra (Beira Rio) para fazer o teste de zika e Chikungunya, porque já temos um caso positivo e podermos ter mais e são doenças tão perigosas quando à dengue”, disse Solange.

Para o secretário municipal de Saúde, Elcimar de Souza Alves, combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e Chikungunya é um dos maiores desafios de saúde no Brasil atualmente e, com Barra de São Francisco a situação não é diferente.

“Infelizmente, a grande maioria dos focos do mosquito estão dentro de quintais e residências, o que limita muito o raio de ação dos agentes da Vigilância Ambiental em Saúde e até mesmo dos agentes municipais de Saúde já que muitas pessoas trabalham fora e têm filhos estudando durante o dia, dificultando o acesso dos agentes”, destaca o secretário.

Elcimar ressalta ainda que a contaminação pela dengue traz enormes prejuízos não só para a saúde dos cidadãos, mas também para a economia em geral, já que as pessoas contaminadas acabam tendo que faltar ao trabalho por vários dias.

Mutirão noturno

Diante da situação, a coordenadora da Vigilância Ambiental em Saúde, Patrícia Moura, disse que a partir de agora, os agentes também vão atender às pessoas no período noturno, depois das 17h, até por volta de 20h, 21h para verificação de possíveis focos. “As pessoas podem, inclusive, ligar para o telefone 3756-8000, Ramal 2058, e agendar a visita de um agente depois do horário comercial”, destaca Patrícia.

Além disso, cada usuário que tiver com suspeita da dengue deve procurar, de imediato, a Unidade Básica de Saúde do seu bairro, onde será liberado o exame para detecção da dengue.

Em 2023 foram 1.884 casos confirmados

O município de Barra de São Francisco fechou o ano de 2023 com 2.906 casos notificados de dengue, sendo que 1.884 deram positivo.

Também foram notificados 78 casos de Chikungunya em 2023, mas nenhum deu positivo. Este ano foi notificado um caso positivo. 

Boletim Informativo

Receba novidades por e-mail ou siga nossas redes sociais

  • Ícone do Instagram
  • Ícone do Youtube
  • Ícone do Facebook

Horário de funcionamento

De segunda à sexta, das 08 às 17 horas

Telefone

(27) 37568000

Endereço

Rua Desembargador Danton Bastos, nº 1 - Centro Barra de São Francisco - ES - Cep: 29800-000

Localização

Copyright © Prefeitura Municipal de Barra de São Francisco. Todos os direitos reservados.

Logo da Alphatec Consultoria

Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com as condições contidas nela.